Óxido de Zinco e Cobre Ativados

Descrição

Os produtos MAXACTIVAT são óxidos inovadores de zinco e cobre, que foram ativados em um processo físico de produção especial. Os produtos MAXACTIVAT auxiliam efetivamente no controle da diarreia pósdesmame em leitões, mesmo quando suplementados de acordo com as novas regulamentações de nutrientes. Em bezerros em aleitamento os produtos MAXACTIVAT podem melhorar o status imunológico e os parâmetros de desempenho.

MAXACTIVAT/Cu é um óxido de cobre completamente novo, que é uma alternativa mais ativa em comparação aos produtos CuO padrões. O produto mostra efeitos excelentes na microbiota intestinal e no sistema imune dos animais.

MAXACTIVAT/Zn é um óxido de zinco completamente novo, que é uma alternativa mais ativa em comparação aos produtos ZnO padrões. O produto mostra excelentes efeitos na microbiota intestinal e no sistema imune dos animais.

Modo de ação

ENERGIZANDO A MOLÉCULA E ÓXIDO

A PROVITA SUPPLEMENTS conseguiu ativar óxido de zinco e de cobre de qualidade alimentar, através de uma nova tecnologia que modifica suas propriedades funcionais, o tamanho de partícula e superfície de contato, causando um aumento na energia interna armazenada na molécula (F1). Isso, por sua vez, melhora as propriedades físico-químicas dos produtos MAXACTIVAT, tornando-os mais reativos durante a ingestão pelo animal. É simplesmente uma forma muito mais ativa e eficaz de ZnO e CuO.

MANTENDO A SAÚDE E O BEMESTAR ANIMAL

Fontes convencionais de zinco e cobre vem sendo adicionadas em níveis terapêuticos em dietas para animais jovens ao longo dos anos, pois provou reduzir a incidência de diarreia. No entanto, a concentração e a fonte do metal podem afetar negativamente o metabolismo e o desempenho dos animais, além de aumentar a contaminação por metais pesados do meio ambiente. Por conseguinte, os níveis terapêuticos de ZnO e CuO foram proibidos na UE. A redução da excreção de minerais e a manutenção da saúde animal só poderiam ser implementadas com a reconsideração da formulação da dieta.

Devido à sua maior reatividade, os produtos MAXACTIVAT provaram ser ingredientes alimentares adequados que fazem a diferença em conceitos inovadores de alimentação. Pesquisas in vitro demonstram que, quando aplicados dentro dos níveis legais de alimentação de ≤150 ppm de Zn/Cu (F2), os produtos MAXACTIVAT suprimem os patógenos com mais eficácia do que os óxidos comerciais (feed grade) em doses mais altas. Além disso, os óxidos metálicos especialmente ativados mostraram um claro impacto na função intestinal e na ingestão de alimentos, além de melhorar o desempenho zootécnico em leitões e bezerros.

Resultados do ensaio

RESULTADOS CONVINCENTES NA NUTRIÇÃO DE LEITÕES

Os produtos MAXACTIVAT foram extensivamente testados in vivo. Foi realizado um teste de alimentação para avaliar o efeito da suplementação com MAXACTIVAT/Zn na incidência de diarréia em leitões desmamados. Uma dieta basal foi fornecida com 160 ppm de ZnO (feed grade) para o grupo controle e 160 ppm de MAXACTIVAT/Zn para o grupo de tratamento. A consistência das fezes foi avaliada diariamente de acordo com um esquema de avaliação definido. Como mostrado em F3, os animais alimentados com MAXACTIVAT/Zn tiveram uma menor probabilidade de sofrer de diarréia. Além disso, o ganho de peso diário foi melhorado em 27% e a CA em cerca de 17%. Um estudo semelhante foi realizado para testar o efeito de MAXACTIVAT/Cu nos parâmetros de desempenho de leitões desmamados (F4). Enquanto os três grupos tratamento receberam 120 ppm de MAXACTIVAT/Zn, os grupos controle receberam 15 ppm (negativo) e 150 ppm (controle positivo) de CuSO4. O grupo de tratamento recebeu 150 ppm de MAXACTIVAT/Cu. Após 14 dias, o ganho médio diário de peso e a conversão alimentar foram melhorados em comparação ao grupo controle, comprovando os efeitos positivos de MAXACTIVAT/Cu no desempenho digestivo em leitões desmamados.

ESTATUS IMUNOLÓGICO SEGURO PARA BEZERROS EM ALEITAMENTO

Em dois ensaios com 40 bezerros cada, o efeito na suplementação com MAXACTIVAT/Zn durante a fase de Aleitamento foi testado em comparação ao ZnO padrão. Para o primeiro ensaio, os bezerros foram divididos em dois grupos e alimentados com um substituto de leite suplementado com 100 ppm de ZnO feed grade (controle) e 100 ppm de ZnO MAXACTIVAT/Zn para o grupo de tratamento. No ensaio II, a dosagem foi aumentada para 135 ppm de ZnO por grupo. Conforme mostrado em F5, os bezerros que receberam MAXACTIVAT/Zn apresentaram maior resistência, exigindo menos tratamentos terapêuticos. Além disso, houve um efeito positivo nos parâmetros zootécnicos, como ganho de peso diário e conversão alimentar.